Todo o ano, o Lollapalooza sempre traz em seus lindos e grandiosos palcos, aquelas atrações bombásticas e que certamente terão maior destaque e público, porém, o festival em sua própria essência contém aquele dedinho mágico para trazer bandas / artistas que o público talvez ainda não conheça e que são tão talentosos quanto esses “tubarões”.

A falta de shows por aqui, a ausência de informações sobre eles, fazem com que a gente às vezes nem saiba mesmo quem são (faz parte, normal). Pois aqui está o Boomix do seu lado, te ajudando em mais uma missão extraordinária para fazer com que você fique mais calibrado e “afiado” para deixar sua lista de preferência e programação musical no dia, até mais eclética e completa.

Esqueça os tubarões The Weeknd, Metallica, Tove Lo, The XX, The Chainsmokers, Two Doors Cinema Club, NERVO, The Strokes, Rancid, Martin Garrix, The 1975, Flume, entre muitos outros que a gente sabe que vai bombar mesmo e vai fazer a alegria da maioria. Nosso foco é outro, é aquela galera que você PRECISA conferir pelo menos um pouco. Garantimos que você não vai se arrepender. Vamos lá? Bora:

Tchami

O “padre” francês certamente será uma das melhores atrações no núcleo eletrônico que você vai ouvir no sábado, primeiro dia de atrações. Um nome que já não é de hoje que ouvimos na cena mundial, trazendo sempre tracks e remixes arrebatadores. Ele é do Future House e em algumas apresentações, se veste mesmo com batina de padre e traz um coral gospel de igreja que canta suas músicas trazendo toda aquela atmosfera religiosa mesmo, para quem acredita ser a música eletrônica, sua principal religião. FODA!

 

Catfish and the Bottlemen

Quer ouvir um indie maroto? De leves? Então ouça Catfish and the Bottlemen e fique feliz, com as ótimas canções dessa banda britânica formada em 2007 (estão fazendo 10 anos de carreira, esse ano). Eles são do País de Gales e já se apresentaram em Lollas ao redor do mundo. É a primeira vez que visitam o país tupiniquim e claramente, vão arrebentar e deixar muitos fãs (fora o taaaaanto que já tem).

 

Céu

Nós do Boomix já tivemos a oportunidade de conferir ao trabalho dela bem de pertinho no final do ano passado, com o Coala Festival e assim, vale MUITO a pena dar uma conferida no super show dessa Paulistana talentosíssima que está crescendo na música nacional, já faz um tempinho inclusive. O gênero dela é R&B, Soul, Jazz, e ainda um pouquinho claro, de MPB, tudo feito com harmonia e muito bom gosto. A voz dela é forte mas ao mesmo tempo calma, suave e fará você viajar bastante, ainda mais com aquele solzão (esperamos, né?) que terá no domingo, segundo dia de apresentações.
Vance Joy
Famosíssimo pela música “Riptide” (2013), mas que ainda não teve uma oportunidade clara de mostrar todo seu repertório aqui em nosso país e ainda mais num festival com todo esse porte do Lolla, certamente será um artista que você deve ver sua apresentação e dar uma chance. Ele é Australiano e toca indie folk e músicas até um pouco mais “popzadas“, fazendo dele um artista completo e bastante versátil, e tudo isso com apenas 29 anos (super jovem).
Borgore

Saindo da atmosfera indie para algo mais pesado e “dirty” de certa forma. Conheça o exótico e polêmico DJ/Produtor Israelita Borgore, que carrega toda sua versatilidade e talento em sets poderosos e cheio de energia. Ele já se envolveu em uma porrada de polêmicas e talvez toda essa “intensidade” (rs), é transmitida também em suas fortes apresentações. Ele é do Bass Music, portanto ele costuma mesclar bastante Dubstep, Trap em seu set, mas, diferente de muitos DJ’s dessa vertente, ele gosta bastante também de colocar até EDM, “Big Room”, entre outros gêneros, fazendo uma salada musical (no bom sentido) definitivamente interessante.

 

Baiana System

Mais uma atração nacional que será um belo presente a quem conseguir ver de perto sua apresentação. Eles são energéticos, são explosivos, fazem do palco sua casa e certamente, irão quebrar tudo com essa grandiosa chance de se apresentarem no Lollapalooza. Assim como a Céu, eles são também mais um belo achado que conseguimos ver de pertinho no Coala Festival, então, já tem o selo de qualidade Boomix, sem dúvidas. VALE A PENA MEEEESMO!
Jaloo
Uma vez nós do Boomix até comentamos em um post e o colocamos em uma lista que organizamos falando sobre ótimas atrações nacionais que deveriam estar nesta edição do Lolla, e parece que eles não ouviram, rs. Jaloo é um ótimo compositor/cantor nacional e com seus lindos hits, vai fazer com que o palco do Lolla, quebre paradigmas e preconceitos. Ele é do indie, mas também é bem versátil e se aventura no pop, eletrônico e até tecnobrega, mesclando sempre com muita criatividade e alegria.
Bratislava

A banda SoteroPaulistana, que tem em seu nome a capital da Eslováquia, está ganhando fãs por onde passa e tudo isso em pouco tempo de estrada. Eles merecem claramente nosso destaque por representarem tão bem o Rock nacional, fazendo com que a gente até dê aquele respiro mais aliviado, sabendo que estamos em boas mãos com essa nova geração que está cada vez mais talentosa e eclética. Eles fazem um som alternativo, fazendo um rock experimental muito gostoso de ouvir e vale MUITO A PENA dar uma conferida, sim.

 

Illusionize

Mais uma atração nacional, mas agora do núcleo eletrônico, que por sinal está recheado de atrações fantásticas para quem ama e-music. O mito do Brazilian Bass, ganhador de inúmeros prêmios revelação e aclamado por toda a cena eletrônica nacional, o jovem Pedro H. Mendes fará com certeza que seu já famoso projeto Illusionize, cresça e se torne cada vez mais conhecido. Ele irá se deparar com um público exigente e super eclético no Lolla, mas isso certamente não será problema pro garoto prodígio que faz chover com suas apresentações lindas e empolgantes. É mais um grande nome pra conferir, sem dúvida.
Silversun Pickups

 A banda com maior bagagem e experiência em comparação com outras atrações desse post. Uma maravilhosa banda indie-rock californiana que fará você repensar sua programação musical, AGORA MESMO! Você precisa dar uma passada na apresentação deles pois vale realmente muito a pena. Qualidade absurda de seus hits, sonoridade e harmonia dão ainda mais tempero nessa banda que, desde 2002, vem ganhando fãs por todo o mundo. Realmente uma ótima dica para os adeptos ao indiezão que tanto amamos. <3

 

Bônus: Melanie Martinez

Eu sei, ela já é famosa, mas sei que muita gente irá ver no mesmo horário o show do The Weeknd, portanto, vale a pena dar uma “puxada de sardinha” para a Melanie, também. Ela terá um show aparentemente mais curto do que ele, logo, eu aconselharia MUITO você dar uma conferida no show dela, conseguindo ver de boa logo após, os últimos 30, 25 minutos do The Weeknd, o que convenhamos que será mais ou menos a altura ali do “ápice” de sua apresentação, conseguindo ainda pegar as últimas e principais músicas dele (vai na minha que dá, sim. É só correr, rs!).

Agora sobre a Melanie, a garota dispensa comentários, né? Uma das estrelas norte-americanas que talvez esteja no seu melhor momento e auge da carreira, tudo isso muito rápido, apenas com 21 anos e com 1 disco de estúdio no currículo, o famoso “Cry Baby”. A enorme ascensão não é de hoje obviamente, mas faz com que você sinta pelo menos um grande interesse em querer dar um pulo até sua apresentação, uma vez que ela é uma cantora que toca indie pop, algo relativamente alternativo, logo, não será sempre que veremos uma grande estrela como ela, apesar da pouca idade, talvez tão cedo novamente aqui no Brasil (palpite). O público e base de fãs aqui no Brasil que adora a Melanie estão crescendo gradativamente, mas ainda assim, acho que ela não virá novamente ao país tão cedo, em comparação clara por exemplo com The Weeknd, um artista de maior clamor e “interesse” da massa.