Olá galera! Tudo beleza? Bom, hoje estou aqui para falar de um assunto que é bem interessante, porém pouco apreciado por nós, brasileiros… Os Summer Hits!

Para começarmos a história, devemos entender que Hollywood tem datas bem certinhas para lançar suas grandes produções para que assim eles consigam atingir a maior quantidade de público possível, isso é o que gera bastante lucro, principalmente por conta da exposição, e a fase mais rentável é justamente a época de “férias” para nós (o mês de julho principalmente com as férias escolares) e que engloba a temporada de verão na América do Norte, Europa e Ásia, que acontece de junho a agosto.

A coisa acontece da seguinte forma: No verão, a quantidade de jovens de férias e a quantidade de turistas é muito maior, então a possibilidade de flop de alguns filmes é muito menor (falaremos disso mais pra frente), então querendo ou não, mesmo que o filme não tenha uma crítica muito positiva, ainda assim ele vai gerar lucro, o que as produtoras esperam pois o mínimo que um filme deve fazer na bilheteria em geral é conseguir “se pagar” (ou seja, ter lucro igual ou maior ao que foi gasto na produção) então a época de verão é justamente a que reserva mais estreias de Blockbusters, como em sua grande maioria filmes de Super Herói. No ano passado, por exemplo tivemos a estreia de Capitão América: Guerra Civil e Esquadrão Suicida entre os meses de julho e agosto. E mais recentemente, tivemos a primeira grande estreia do verão que foi Homem Aranha: De Volta ao Lar, no mês de julho.

Papo um pouco teórico não é mesmo? Mas é interessante perceber que a quantidade de filmes que estreiam nesta época é enorme, e isso por um lado é muito bom porque assim temos ainda mais motivos para ir ao cinema (sempre é ótimo ter um motivo a mais não é mesmo?) E também temos muitos filmes que são grandes surpresas, como por exemplo Em Ritmo de Fuga, que foi uma grande estreia e embora não tenha tido a grande divulgação que a maior parte dos Blockbusters tem, principalmente por aqui, por questão de ter um elenco pouco conhecido do grande público (a não ser por Ansel Elgort de A culpa é das estrelas) muita gente não botava fé, mas acabou se tornando um dos filmes mais bem comentados e aclamados do ano.

A primeira grande estreia do verão na verdade, ficou com Homem Aranha por motivos de que além de ser um filme muito esperado (já é a terceira adaptação nas telonas do herói) também estava pairando a dúvida se iria superar o grande sucesso de Mulher Maravilha que estava em cartaz pouco tempo antes da estreia. O filme superou sim algumas expectativas e gerou bastante grana, por volta de $600 milhões de dólares, porém não chegou a ultrapassar o sucesso do filme da D.C Comics (que ultrapassou os $700 milhões) e de tão cultuado, deixou a ansiedade para Liga da Justiça, que estreia em novembro deste ano, ainda maior.

Depois, ainda em julho, tivemos a estreia de Dunkirk, filme de Christopher Nolan, e também muito aguardado. O filme gerou alguma polêmica, mas conseguiu se sustentar muito bem e quem sabe pode até entrar na grande corrida ao Oscar, que já está batendo em nossas portas. O filme é extremamente bem feito e surpreendente em sua narrativa, algo que quebra um pouco toda essa vibe que os filmes de verão acabam trazendo, que normalmente envolve filmes com níveis de entretenimento muito maiores do que contexto histórico ou de desenvolvimento pessoal, e é interessante pontuar que isso também é muito legal, porque em uma década onde os filmes de ação e Super Heróis (não que a gente não os ame!) são figurinha carimbada nos cinemas, um filme que seja tão bom e ao mesmo tempo tão diferente do esperado é sinal de que podemos ter alguma esperança em relação aos grandes roteiros e as grandes ideias.

Agora, por falar em filmes de ação, temos aí duas estreias que não foram tão aclamadas assim, mas foram filmes que tiveram algum lucro justamente pela temática e não tanto por sua qualidade. Transformers e Valerian.

Transformers 4: A Era da Extinção tenta mais uma vez nos proporcionar uma história de ação que seja divertida, cheia de altos e baixos e recheada de efeitos especiais (elemento típico de seu diretor Michael Bay). Porém algo deixou a desejar neste meio tempo (como por exemplo o elenco pouco expressivo e o fato que o filme tem quase três horas de duração) o que fez Transformers ter uma bilheteria um pouco abaixo do esperado. Isso pode preocupar os produtores mais para frente, já que a ideia de acabar com a franquia está longe de acontecer, segundo o próprio Michael Bay.

Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, no entanto, foi um pouco mais além. A história é bastante conhecida por ter gerado inspiração a vários filmes que nós amamos, como a franquia Star Wars, por exemplo. Mas a adaptação de Luc Benson, não foi tão surpreendente e inovadora quanto o esperado. Alguns dizem que o que houve foi uma certa falta de fidelidade a história, outros culpam o elenco… alguns dizem até que a melhor personagem do filme é a interpretada por Rihanna, o que é curioso pois nem ao menos é a protagonista (mas mesmo assim roubando a cena toda a vez que aparece) além de efeitos visuais muito bem produzidos, mas o que Valerian deixou no caminho foram alguns milhões a menos, e possibilidade de não continuidade da história nos cinemas. Pelo menos por enquanto.

Percebeu de quantos filmes já falamos até agora? Pois bem, além desses citados ainda temos mais algumas estreias que fazem parte desta fase tão bacana do cinema hollywoodiano. Em breve teremos a estreia de Dupla Explosiva, com os grandes Samuel L. Jackson e Ryan Reynolds, e essa semana tivemos a estreia de Annabelle 2, que entra também na categoria de franquias lucrativas, já que o mundo de filmes de terror não anda apresentando grandes estreias ultimamente e é um gênero muito apreciado pelo grande público.

O que podemos concluir é que a cada verão, nossas expectativas para o segundo semestre aumentam bastante. É normalmente no segundo semestre que temos as estreias mais aguardadas, como neste ano em que ainda teremos Thor: Ragnarok, Liga da Justiça e o Episódio VIII de Star Wars e o que ficou até agora foram grandes exemplos de que este ano não deixou nada a desejar em questão de entretenimento!

E para vocês, qual foi o grande filme do verão?